Wall Street começa o ano a refletir arrefecimento da economia mundial

A conjuntura económica internacional está a penalizar a primeira sessão do ano. A produção fabril chinesa contraiu-se pela primeira vez em 19 meses, devido à guerra comercial entre os EUA e a China. Na zona euro, a indústria de transformação caiu pelo quinto mês consecutivo. Os três principais índices da bolsa de Nova entraram em 2019 a negociar em terreno negativo e estão a desvalorizar mais de 1%, depois de os dados económicos da China e da União Europeia terem dado sinais de que o arrefecimento da economia mundial já começou. O S&P 500 perde 1,37%, para 2.472,54 pontos ; o industrial Dow Jones cede 1,15%, para 23.060,03 pontos; e o tecnológico Nasdaq cai 1,68%, para 6.223,42 pontos. Segundo noticia a Reuters, a conjuntura económica internacional penalizou a primeira sessão do ano. A produção fabril chinesa contraiu-se pela primeira vez em 19 meses, devido à guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. Também na zona euro, a indústria de transformação caiu pelo quinto mês consecutivo, e está agora nos níveis de fevereiro de 2016. À Agência Reuters, o analista de mercados da Think Markets UK, em Londres, Naeem Aslam, explicou que os “investidores estão preocupados com o crescimento económico em 2019, e estão pôr-se à margem do mercado, devido à falta de confiança, ou optam por colocar o capital em ativos de baixo risco”.
Ler 107 vezes
Avalie este item
(0 votos)

About Author