Mineira australiana prevê produção de grafite acima do previsto em Balama

A empresa mineira australiana Syrah Resources espera superar as previsões de produção deste ano e extrair 110 mil toneladas de grafite da mina de Balama, no norte do país, anunciou uma directora da empresa. A atualização do volume acontece na sequência de melhorias na unidade industrial situada naquela zona da província de Cabo Delgado, referiu Vichey Puncheon, directora de negócios da mina, citada hoje pelo jornal Notícias. Aquela responsável foi recebida na quarta-feira pelo governador provincial, Júlio Parruque, com quem partilhou informações sobre as operações da empresa. A Syrah Resources tinha anunciado no início do mês que previa produzir 101 a 106 quilotoneladas de concentrado de grafite em 2018. A empresa anunciou em novembro a assinatura de um novo contrato com uma fábrica chinesa, no seguimento de outros que, segundo a firma, “demonstram a penetração da grafite de Balama da Syrah na China e no mercado de material para baterias”, referiu Shaun Verner, diretor executivo. A sociedade mineira australiana é uma das empresas internacionais que está a explorar grafite no norte de Moçambique. A procura por grafite está em alta a nível mundial por ser um componente usado em baterias, numa altura em que os mercados de automóveis movidos a electricidade e de outros produtos eléctricos, como as aeronaves autónomas (popularizadas através da palavra inglesa ‘drone’), estão em expansão.
Ler 125 vezes
Avalie este item
(0 votos)

About Author