Mina de grafite em Moçambique celebra novo acordo de venda para a China Featured

ma das principais minas de grafite do norte de Moçambique celebrou um novo acordo de venda para a China com a empresa Gredmann, reforçando o fornecimento de matéria-prima para aquele país, anunciou ontem em comunicado. "A mina de Balama vai fornecer 9.000 toneladas por mês de grafite a partir deste mês e até dezembro de 2021, num total de 279.000 toneladas", anunciou a empresa australiana Syrah Resources, que explora o local. Apesar de não revelar valores, a empresa mineira anunciou que o contrato lhe garante condições financeiras mais favoráveis que outros já celebrados. "A firma Gredmann vai ser o intermediário preferido" para venda de determinados tipos de grafite da Syrah na China, acrescenta. A grafite é usada em baterias de carros elétricos e em março a Syrah anunciou que estava a vender o mineral a um preço abaixo do previsto, mas prevendo uma recuperação. A procura por grafite está em alta a nível mundial por ser um componente usado em baterias, numa altura em que os mercados de automóveis movidos a eletricidade e de outros produtos elétricos, como as aeronaves autónomas (popularizadas através da palavra inglesa ‘drone'), estão em expansão.
Ler 153 vezes Última modificação em Quinta-feira, 20 June 2019 10:25
Avalie este item
(0 votos)

About Author