“Já há dinheiro para o aeroporto em Gaza, não é coisa para duvidar”

“Já há dinheiro para o aeroporto em Gaza, não é coisa para duvidar” Featured

Marcando o início da visita de trabalho de três dias à província de Gaza, o Chefe de Estado foi, ao mais recente criado distrito de Limpopo interagir com a população, tendo reconhecido a falta de infra-estruturas e serviços público em muitos pontos de Limpopo. A localidade de Licilo, onde decorreu o comício popular, é disso um exemplo: a corrente eléctrica da rede pública não só é deficitária, como também não tem qualidade, facto que se comprovou com os cortes sistemáticos registados antes do Presidente discursar. “A primeira coisa ficou clara, que a anergia para Licilo é fraca, não chega. Ficou claro”, reconheceu publicamente Filipe Nyusi, tendo garantido que os problemas seriam resolvidos de forma gradual. O distriro de Limpopo foi criado na sequência da nova divisão administrativa de Gaza aprovada pela Assembleia da República em 2016, mas a efectivação da divisão começou ano passado, sendo que antes, os 1.168 km2 de superfície pertenciam aos distritos de Xai-Xai e de Bilene. E foi naquele distrito que Nyusi reiterou que a construção do aeroporto em Gaza vai arrancar este ano. “O aeroporto vai acontecer, como disse outra vez. Já vieram aqui os técnicos, fizeram as medições, testaram o solo, já foi lançado o concurso lá na China, a empresa que vai ganhar a promessa deles, ainda este ano vai começar a construção do aeroporto”. Financiamento não é problema, até porque ao que deu a saber, virá mesmo da China. “Já há dinheiro, Já foi doado, foi assinado (o acordo), não é coisa para duvidar”, tranquilizou, e aproveitou para lançar recados para os que criticam a priorização daquele projecto numa das províncias mais pobres do país, apesar das potencialidades agrícolas, pecuárias e turísticas. “Mas porque é que eles não querem que a gente com pouco dinheiro que há desenvolva Gaza? Porque é que falam política quando a gente quer desenvolver Gaza? Esse é o problema deles”. Na ocasião, aproveitou para elogiar o ressurgimento do projecto de exploração de areias pesadas de Chibuto, local que irá visitar esta terça-feira. Mostrou-se convencido que vai impulsionar o desenvolvimento da província, oferecendo emprego, bem como permitindo o surgimento de infra-estruturas que antes não existiam. “Muitos dos nossos irmãos vão ter emprego e ali e já começaram a ter. A informação que tenho é que eles estão a trabalhar no sentido de construir uma linha férrea que sai de Chibuto até Chókwè. Portanto, Gaza, por si só tem que ir para a frente.” De acordo com o programa, o Presidente da República vai escalar igualmente os distritos de Chibuto, Massingir e Manjakaze, neste último, esta terça, está prevista a inauguração de um matadouro com capacidade para processar 12 mil aves em 8 horas, perfazendo uma média de 1500 por hora, num investimento total de 50 milhões de meticais. Aliás, Filipe Nyusi prometeu, hoje, que amanhã vai falar da paz e da produção.
Ler 1173 vezes
Avalie este item
(0 votos)

About Author