NOTÍCIAS RECENTES

Capitol Resources  vai extrair e processar ferro em Tete

Capitol Resources vai extrair e processar ferro em Tete

O Governo e a Capitol Resources assinam hoje, em Maputo, um contrato mineiro para extracção e processamento de ferro na província de Tete. A concessão mineira da Capitol Resources localiza-se...

NOTÍCIAS DO MUNDO

Apple pode estar perto de comprar Shazam

Apple pode estar perto de comprar Shazam

O negócio, que pode atingir os 400 milhões de dólares, foi avançado pelo TechCrunch. Nem a Apple nem a dona da aplicação de reconhecimento de músicas confirmaram a possibilidade de...

Hotel Polana, o orgulho de Moçambique

 O Hotel Polana é uma referência internacional no ramo da Hotelaria. Um dos seus segmentos são os seus clientes de negócios que procuram uma nova experiência. O Bar do Polana construiu a sua reputação, ao longo dos anos, como um local icónico para reuniões empresariais e sociais e o hotel também aposta em excelentes serviços e eventos visando uma audiência que valoriza a saúde e o bem-estar, assim como o lazer. O hotel tem um novo director geral, Abhishek Negi, e o seu foco será garantir que os hóspedes partam do hotel com as memórias de uma experiência verdadeiramente excepcional.

 Helga Nunes (texto)

 

O Hotel Polana é considerado um dos ex LIBRIS de Moçambique e faz parte dos serviços de hotelaria de prestígio, tanto em alojamento como em restauração. Como é que a sua gestão se irá concentrar em atrair o público corporativo?

Desde há anos que o Polana tem sido o hotel preferido, não só em África, mas internacionalmente. Continuaremos a fazer crescer a posição privilegiada do hotel nos mercados locais, regionais e internacionais através do planeamento estratégico e de marketing.

No Polana acreditamos não só num excelente serviço, mas também em entender as necessidades dos nossos clientes. Isso resultou na recente remodelação da nossa ala Polana Mar para attender os clientes de negócios exigentes e que desejam uma nova experiência. Também é essencial que a nossa oferta de produtos esteja actualizada, oferecendo mais opções de acomodação e de serviços.

Por outro lado, procuramos construir relações corporativas através de programas de fidelidade Serena. Esforçamo-nos por implementar novas estratégias voltadas para os negócios, assegurando que também estamos a devolver benefícios à comunidade.

 Muitas vezes, o Lobby do hotel funciona como um catalisador para networking de empresas. Como é que o hotel mantém uma relação duradoura com certas empresas e instituições?

O Polana Bar construiu a sua reputação ao longo dos anos como um local icónico para reuniões empresariais e sociais e o principal resultado do nosso sucesso é compreender as necessidades dos nossos clientes e oferecer um serviço personalizado consistente. Pequenas coisas como cumprimentar o nosso convidado com um sorriso, usando os seus nomes e lembrando os seus pedidos favoritos, são um bom e duradouro caminho para que os nossos clientes se sintam em casa.

O Polana aposta em excelentes serviços e eventos visando um público que valoriza a saúde e o bem-estar, assim como o lazer. De que maneira os serviços prestados podem ser competitivos face a outras unidades hoteleiras?

Para o segmento de luxo, é essencial sermos inovadores e líderes da indústria. Há oportunidades para ir além das experiências convencionais e estamos confiantes de que o nosso produto tem um valor adicionado que nos separa de outros hotéis.

Acreditamos no instinto, sentido de urgência e compreensão dos clientes, priorizando os requisitos dos clientes e agindo para os entregar. Trazendo a criatividade, o factor surpresa e a satisfação para os hóspedes e esforçamo-nos por aprender a arte da hotelaria. Pessoas, Produto e Processos são meus valores.

 Robert e Suresh são pilares da equipa e contribuem para a manutenção dos padrões de qualidade do hotel. Que tipo de serviço acha que a sua equipa deve oferecer?

Robert juntou-se à equipa como Chef executivo e as suas experiências anteriores com os hotéis Serena adicionam valor e elevam o padrão Serena. Suresh esteve connosco há algum tempo como Director de Comidas&Bebidas. Estou confiante de que a combinação contribuirá fortemente para estimular os padrões e a experiência do serviço. O foco seria construir sobre a a clientela local. O nosso Departamento de Comidas&Bebidas está atualmente concentrado em oferecer alimentos orgânicos, vegan e menus sem glúten para os hóspedes que querem continuar os seus estilos de vida saudáveis ​​quando viajam. Queremos criar novas sinenergias e apoiar agricultores locais, assim como elevar pratos moçambicanos a uma plataforma internacional.

Assumiu recentemente a gestão do Hotel, e parece que irá apostar numa promoção e numa comunicação diferentes. Haverá um relacionamento mais próximo entre o cliente e o hotel?

O hotel Polana Serena tem sido o orgulho de Moçambique e eu gostaria de continuar o impulso do posicionamento da marca e elevá-lo ainda mais com estratégias-chave de crescimento. Acredito numa política de portas abertas, levando em consideração os comentários dos nossos clientes e superando as suas expectativas. O meu foco será garantir que os hóspedes partam com as memórias de uma experiência hoteleira verdadeiramente excepcional.

Para ser um bom director geral, é necessária a relação com a equipa a todos os níveis, compreendê-los, criar confiança e treiná-los para que se desenvolvam a nível de crescimento profissional. É necessário ser verdadeiramente visionário, e não pode ser um caminho acelerado, então temos que guiar a equipa com bons exemplos. Eu acredito em orientação.

Um dos maiores desafios que enfrentamos é gerir e motivar uma equipa multi-cultural de funcionários para sempre almejar mais alto em tudo o que fazemos. Como com a maioria das coisas na vida que são desafiadoras, também é muito gratificante.

Adoro construir uma equipa. Se conseguimos a química certa e as pessoas certas, teremos a equipa certa. Acredito em tratar o hóspede do hotel e os funcionários da mesma forma. O que faz com que um cliente realmente aproveite uma experiência é, muitas vezes, a mesma coisa para um e para todos os nossos funcionários e isso completa o círculo. Se os hóspedes realmente desfrutam de uma experiência de serviço consistente e os funcionários adoram o trabalho que fazem, isso é inspirador. O meu estilo de gestão é muito aberto. Eu adoro obter as opiniões das pessoas. Eu sou definitivamente um director geral de "porta aberta", mas, como alguém me disse uma vez, "está apenas aberta se as pessoas passarem por ela”. Quem foi uma inspiração por si só.

Dado o modelo de negócios existente, quais são as novas estratégias que irá implementar como forma de maximizar a ocupação do hotel?

Eu sou um forte crente em formar a minha equipa, capacitando-os a tomar decisões correctas, pois são a linha mestra do hotel. Trabalhando na nossa estratégia de vendas, levando em consideração as exigências dos clientes de negócios, e mantendo a simplicidade para a sua execução. Também estou a trabalhar no aumento de nossa pegada em estratégias de comércio eletrónico, enquanto continuamos a trabalhar com os canais dedicados, concentrando em expandir os nossos limites-alcance para os nossos potenciais mercados.

Mundo

Apple pode estar perto de comprar Shazam

Apple pode estar perto de comprar Shazam

O negócio, que pode atingir os 400 milhões de dólares, foi avançado pelo TechCrunch. Nem a Apple nem...

Economia

Niassa projecta conferência para atrair investimento

Niassa projecta conferência para atrair investimento

O governo do Niassa acaba de criar uma comissão específica para a preparação da conferência provinci...

Moçambique

“A asfaltagem da rede de estradas é um dinamizador de facilitação logística da sua cadeia de valor''

“A asfaltagem da rede de estradas é um dinamizador de facilitação logística da sua cadeia de valor''

O início das obras de asfaltagem da Estrada Nacional número 104, que liga a cidade de Nampula e o di...

África

“Precisamos de crescer através da conversão dos nossos recursos naturais e adição de valor às nossas matérias-primas”

“Precisamos de crescer através da conversão dos nossos recursos naturais e adição de valor às nossas matérias-primas”

O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, reitera que Moçambique e África, no geral, não pod...