Abertura dos mercados: Europa resiste à tensão e completa maior série de ganhos desde Janeiro

Abertura dos mercados: Europa resiste à tensão e completa maior série de ganhos desde Janeiro

As acções europeias deverão completar esta sexta-feira a mais longa série de ganhos semanais desde o arranque do ano, apesar das tensões que marcaram os últimos dias. O alumínio regista o maior aumento semanal de preços desde 1987. Os mercados em números PSI-20 desce 0,01% para 5.486,90 pontos Stoxx 600 ganha 0,07% para 379,07 pontos Nikkei valorizou 0,55% para 21.778,74 pontos Juros da dívida portuguesa a dez anos sobem 1,3 pontos para 1,712% Euro ganha 0,07% para 1,2335 dólares Petróleo em Londres desce 0,22% para 71,86 dólares o barril Bolsas europeias entre ganhos e perdas As bolsas europeias estão a negociar sem uma tendência definida esta sexta-feira, 13 de Abril, numa altura em que vários focos de tensão – como a situação da Síria e a guerra comercial – continuam a motivar alguma cautela por parte dos investidores. Os principais mercados bolsistas da Europa estão divididos entre ganhos e perdas pouco acentuadas e o índice de referência para a Europa, o Stoxx600, ganha 0,07% para 379,07 pontos preparando-se para completar esta sexta-feira a terceira semana de ganhos, o que representa a mais longa série de valorizações semanais desde o início do ano. Em Lisboa, o PSI-20 desce 0,01% para 5.486,90 pontos, penalizado sobretudo pela Galp Energia. A empresa liderada por Carlos Gomes da Silva desce 1,98% para 15,855 euros, depois de ter revelado, antes da abertura do mercado, o "trading update" do primeiro trimestre. Os dados apontam para uma subida da produção até Março, e quebras nas áreas de refinação e distribuição, e gás natural e energia.
Ler 96 vezes
Avalie este item
(0 votos)

About Author